quinta-feira, março 19, 2009

1a. Competição online de Planos de Negócios

O portal PN e o Easyplan inovam mais uma vez e lançam sua primeira competição online de Planos de Negócios com inscrições gratuitas e premiação para os melhores colocados. Trata-se de uma oportunidade única para quem pretende desenvolver um Plano de Negócios e submetê-lo ao julgamento de profissionais especialistas no assunto.

A competição será realizada em três categorias (Empresas; Estudantes; Incubadoras) e para participar, basta escrever para competicaopn@easyplan.com.br informando seu nome completo e em qual categoria pretende participar. A equipe de organização da competição retornará o contato com as instruções finais para a inscrição. Ao completar a inscrição, cada participante terá uma conta própria no Easyplan e receberá gratuitamente 90 dias de licença do Acesso Exclusivo para estruturar e escrever seu Plano de Negócios de forma 100% online.

Os Planos de Negócios devem ser elaborados através do Easyplan (http://www.easyplan.com.br/) e submetidos à equipe organizadora da competição até o dia 15/05/2009, para o endereço eletrônico competicaopn@easyplan.com.br.

A avaliação dos Planos de Negócios será realizada pela equipe de consultores do portal PN, conforme metodologia utilizada nas consultorias online. O autor do Plano de Negócios melhor avaliado receberá mais de dois mil reais em prêmios e os três PNs mais bem posicionados em cada categoria receberão mais de mil reais em prêmios.

Após a competição, todos os Planos de Negócios inscritos serão adicionados à base de exemplos do Easyplan e ficarão à disposição de todos os usuários do site. Os três primeiros colocados de cada categoria poderão escolher se seus planos ficarão ou não disponíveis.

A classificação dos inscritos na competição estará disponível no Portal PN a partir do dia 16/06/2009 e os melhores Planos serão premiados da seguinte forma:

1 lugar geral (R$ 2.268,40 em prêmios do portal PN!)
- Apresentação do Plano de Negócios para InvestInova
- Bolsa para um curso presencial da Empreende em 2009 (1 inscrição R$850,00)
- Acesso a todos os cursos do Portal PN por 60 dias (5 cursos online R$868,50)
- Relatório de avaliação do Plano de Negócios (Consultoria Prata R$440,00)
- Acesso exclusivo do Easyplan 180 dias (Acesso exclusivo 180 dias R$109,90)

3 primeiros colocados de cada categoria (R$ 1.418,40 em prêmios do portal PN!)
- Acesso a todos os cursos do Portal PN por 60 dias (5 cursos online - R$868,50)
- Relatório de avaliação do Plano de Negócios (Consultoria Prata R$440,00)
- Acesso exclusivo do Easyplan 180 dias (Acesso exclusivo 180 dias R$109,90)
- Elevator Pitch no Blog PN (Vídeo de até 2 minutos)

A apresentação do Plano de Negócios vencedor da competição ocorrerá no dia 26/06/2009, no escritório da Empreende/InvestInova, localizado na Avenida Jamaris, 100 conj. 1008, na cidade de São Paulo-SP. As despesas de locomoção e hospedagem para a apresentação do Plano de Negócios são de responsabilidade exclusiva do participante.

Para mais informações escreva para competicaopn@easyplan.com.br.

Participe!

quinta-feira, março 05, 2009

Conheça a história empreendedora de Eneida Aloson

Artesã e empresária, Eneida Alonso é exemplo de perseverança e dedicação ao trabalho. O encantamento pelas tintas e pincéis fez com que deixasse a capital em 1998 para realizar um curso no Rio de Janeiro. Foi durante este período que Eneida se especializou em uma pintura de madeira conhecida como Aerografia. Ao retornar, trouxe na bagagem a novidade para Brasília e resolveu dar aulas na área de serviço da sua residência. Hoje, Eneida é empresária e proprietária da loja especializada em objetos para quartos infantis, a Arte em Casa Bebê, situada no bloco A da 303 norte.

Há três anos no mercado, a empresa é sinônimo de qualidade no lançamento de novas tendências no segmento de decoração infantil. Além de peças decorativas, a loja comercializa enxovais, kits para berço, acessórios e roupinhas para bebê. O trabalho em Aerografia é responsável por 50% do faturamento da empresa, mas Eneida resolveu diversificar e passou a trabalhar com marcas reconhecidas nacionalmente. "Encontramos na diversificação uma maneira de atender totalmente aos nossos clientes. O mercado de Brasília é carente de produtos de qualidade e, por isso, resolvemos investir parte do nosso capital de giro na compra de grifes diferenciadas, a fim de atender a demanda por e produtos geralmente vistos em conhecidas revistas de circulação nacional", explica a empresária.

Sua mais nova aquisição foi a linha de produtos da Dolce Abbraccio, uma conceituada marca de acessórios infantis de São Paulo que possui enxovais de excelente qualidade, com bordados feitos à mão. "A idéia principal é que as gestantes possam encontrar tudo o que procuram na Arte em Casa Bebê. O nosso público quer além de um bom atendimento, preços competitivos e qualidade", comemora Eneida Alonso.

quarta-feira, janeiro 21, 2009

Blog PN: Mais interação para você!

O portal Plano de Negócios (http://www.planodenegocios.com.br) quer sua participação para esquentar os debates sobre empreendedorismo e planos de negócios! A partir de agora você poderá enviar suas questões e dilemas para nossa equipe e comandar as discussões no Blog PN!

Nossa idéia é que mais pessoas possam compartilhar suas idéias, dilemas, dificuldades, estratégias, casos curiosos, etc. e gerar debates cada vez mais interessantes e ricos sobre o tema.

Participe, conte sua história e conheça a opinião de outras pessoas para avaliar e lapidar suas idéias. Isso pode fazer a diferença no sucesso de seu negócio.

Aproveite e envie já sua postagem para o email pn@planodenegocios.com.br. A equipe do portal PN fará uma seleção dos emails recebidos e as melhores postagens serão publicadas neste Blog para discussão mensalmente. Contamos com sua participação!

Equipe PN.

quarta-feira, outubro 01, 2008

Sendo uma empreendedora corporativa!

Olá a todos!
Meu nome é Silvana, sou estilista e trabalho em uma empresa de moda praia. Comecei como estagiária e hoje sou uma das dez estilistas da empresa. Adoro o meu trabalho e sinto que estou sempre desenvolvendo novas habilidades!
Recentemente, tivemos uma reunião geral onde nossa diretora nos comunicou a adoção de medidas para desenvolver o Empreendedorismo Corporativo. Achei um pouco estranho, uma vez que eu trabalho no departamento de moda e não estou familiarizada com os assuntos administrativos. No começo, eu acreditava que essa história de empreendedorismo era assunto para o pessoal de gestão estratégica ou para pessoas que tem esse perfil como uma caracteristíca nata. Contudo, minha diretora disse que todos nós fomos convidados a criar um projeto de desenvolvimento de uma nova coleção que atinja o Oriente.
No inicio fui um pouco aversa a essa idéia. Mas decidi encarar como um desafio. Montei uma equipe de trabalho com pessoas de diferentes áreas e concluímos o projeto neste final de semana. Devo dizer que ficou bem melhor do que eu esperava. Entretanto, alguns integrantes da equipe querem desistir agora. Eu e o restante do grupo tentamos convencê-los de que não haverá perdas para ninguém caso apresentemos o trabalho e que estamos apenas contribuindo para o progresso da empresa. Contudo, eles dizem que, se o nosso projeto não for bem aceito, estaremos arriscando nossos empregos.
Confesso que já imaginei essa situação também. Se a empresa deseja que seus funcionários sejam empreendedores, como ficam aqueles que não tem este perfil? E, diante dessa dúvida, muitas outras surgem, o que complica ainda mais essa sitaução. Acredito que a insegurança dominou cada integrante da minha equipe. Mesmo assim, estou tentando manter minha motivação e dos demais integrantes. Só não sei se apenas palavras são o suficiente para isso.
Gostaria de saber se um de vocês já passou por uma situação semelhante e como vocês conseguiram manter a motivação. Estou no aguardo!

segunda-feira, agosto 18, 2008

Dilema de Pedro

Olá! Me chamo Pedro Luís e tenho um grande negócio na Internet. Nos primeiros anos, não houve nenhum retorno significativo, mas quando eu estava começando a perder as esperanças, a procura pelo meu serviço aumentou significativamente. O negócio cresceu e hoje conto com aproximadamente cem funcionários em todas as áreas. O cenário para os próximos anos é positivo, o que aumentou o valor da empresa em relação aos nossos consumidores.
Recentemente, um colega me apresentou a um grupo de investidores que se interessaram pelo meu negócio e se propuseram a entrar como sócios capitalistas. Os benefícios são muitos, e o investimento inicial será o suficiente para estabilizar minha empresa por um ano. Contudo, os riscos são tão grandes quanto os retornos esperados. Além de perder o controle total sobre o meu negócio, as novas políticas administrativas e adequação dos processos não estão de acordo com a estrutura da empresa. Em suma, estou apreensivo de que essa mudança acabe gerando conflitos de prioridades. Também me preocupo com a aceitação dos demais funcionários. Alguns temem a perda do emprego, embora outros acreditem que os retornos possibilitarão o sistema de remuneração mais abrangente.
Será que esse é o próximo passo para o meu negócio? Penso que, a medida que meu negócio evolui, novas oportunidades estarão surgindo. Acredito que este ainda não é o momento para aceitar sócios capitalistas, mas as possibilidades de crescimento são tão grandes que começo a rever meus conceitos. Estou apreensivo de que, por conta desta possibilidade, eu esteja me precipitando e entrando em um estágio de desenvolvimento que exige uma série de mudanças que, se não efetuadas, levaram meu negócio diretamente ao declínio.
Gostaria de saber a opinião de vocês sobre essa situação!