sexta-feira, julho 14, 2006

Sumário Executivo: a principal seção de um Plano de Negócios

Ao desenvolver um plano de negócios (PN) é comum deparar-se com muitas dúvidas em relação à forma, estrutura, quantidade de páginas, quais seções são as mais ou menos críticas etc. Uma seção em especial, o Sumário Executivo (SE), pode ser considerada a mais importante do PN pelos seguintes motivos:

• É normalmente a primeira que será lida por qualquer pessoa interessada em seu PN
• Deve conter uma síntese completa do PN
• Dependendo do seu conteúdo de clareza o leitor pode não se interessar pelo PN e não continuar a leitura

É por isso que sempre quando se fala do SE existe um certo teor de dramaticidade, pois existem várias histórias de negócios aparentemente interessantes que nem foram analisados por investidores, por exemplo, pelo fato de serem barrados na fase inicial da venda de idéias (a leitura do SE). Como isto ocorre com freqüência, vale a pena falar aqui de algumas dicas para se obter um bom SE.

A primeira regra é que o SE deve ser a última seção do PN a ser desenvolvida pelo empreendedor, apesar de ficar no início do documento. A explicação é simples: como se trata de uma síntese, é coerente ter o PN completo e concluído antes do desenvolvimento do SE. A segunda dica é que o SE não deve ter mais que 2 páginas, e ser o mais objetivo possível, de forma a explicar, em poucas palavras, o que será apresentado no PN completo.

Eu normalmente desenvolvo um SE em subseções que representam cada seção do plano completo, ou seja, divido o SE em pequenas partes. Isto possibilita uma visualização mais clara e facilita a leitura. Você pode se perguntar: “Mas porque tanto zelo?” Ora, você deve “ganhar” o leitor do PN logo no início. Lembre-se que o SE, antes de tudo, trata-se de uma forma indireta de venda da sua idéia. E ainda, um capitalista ou investidor normalmente recebe dezenas, centenas de PNs para analisar. Qualquer deslize que mostre um PN mal-estruturado ou com conteúdo não atrativo já o leva a ser descartado pelo leitor...

Algumas dicas finais a respeito do SE: esta síntese deverá dizer quem você é, o que pretende fazer (seu negócio e a oportunidade), qual sua estratégia e visão de crescimento, o mercado-alvo e competidores, quanto precisa de recursos e sua finalidade, e o que está propondo ao investidor (contrapartidas), se o objetivo do PN for captação de recursos. O seu desafio será tratar de todos estes assuntos de forma objetiva e em até 2 páginas.

Finalmente, não cite informações no SE que não tenham sido tratadas no corpo do PN, pois o SE deve necessariamente refletir a essência do plano de negócios e não se trata de uma introdução ao PN, prefácio ou algo parecido... Se ainda tiver dúvidas, busque conhecer alguns exemplos. No site www.planodenegocios.com.br você possui uma variedade de SEs para análise na biblioteca de PN. Em meu livro “Empreendedorismo, transformando idéias em negócios” você também encontra alguns exemplos. Se ainda assim tiver dúvidas, comente-as aqui no meu blog. No próximo texto continuaremos a falar das seções do PN e como elaborá-las... Até lá!