sexta-feira, julho 14, 2006

Use o plano de negócios para negociar com capitalistas

Já não é novidade que o plano de negócios se tornou o principal documento utilizado por empreendedores para conseguir investimento para seus negócios. Mas quais são os itens relacionados à seção financeira do PN com os quais você deve se preocupar e dar especial atenção quando estiver interessado em atrair um capitalista? Eu diria que algumas informações financeiras serão sempre essenciais.

A primeira delas é a necessidade de investimento inicial e o momento em que ocorrerá a maior exposição do caixa da empresa. O investimento inicial pode ser determinado através do levantamento de todas as necessidades de recursos para colocar a empresa em atividade. Mas depois que a empresa é aberta e entra em atividade geralmente ocorrerão várias despesas que, nos primeiros meses, quase sempre serão maiores que as receitas provenientes das vendas (isso obviamente difere de negócio para negócio). A exposição máxima do caixa ocorrerá então no mês em que a empresa começa a ter receita líquida maior que as despesas, ou seja, começa a haver um ganho sobre a atividade desenvolvida. Ao apresentar estas duas informações no plano de negócios o empreendedor deixará claro ao capitalista quando a empresa deverá começar a auferir retorno sobre seu investimento.

Outra informação importante é justamente o mês do ponto de equilíbrio e quando ocorrerá o retorno sobre o investimento inicial realizado. Existem várias técnicas financeiras que permitem calcular estes momentos e são facilmente aplicadas ao se utilizar planilhas financeiras e modelos fornecidos em sites especializados na internet, como ocorre no http://www.planodenegocios.com.br/.
Além disso, você deverá apresentar ao capitalista qual será o retorno provável que este terá ao investir no seu negócio. Se o retorno apresentado for inferior ao que se obtém no mercado financeiro sem correr muito risco (atualmente este retorno com baixo risco pode ser definido como 15% ao ano) ficará difícil fazer negócio, pois o risco será maior que a recompensa, do ponto de vista do capitalista.

Finalmente, você deverá propor ao capitalista uma contrapartida pelo investimento feito. Esta contrapartida normalmente se faz cedendo uma participação da empresa (equidade) ao capitalista. Mas tome cuidado: não cometa o erro de simplesmente oferecer 50% e você ficar com 50% da empresa. O cálculo deve ser um pouco mais elaborado, levando-se em consideração a expectativa de receita da empresa nos próximos anos, o know-how da equipe empreendedora, e outros ativos importantes.

A média de participação dos capitalistas em empresas em fase inicial de desenvolvimento (chamadas de start-up) fica na faixa de 25% a 50%. Para se determinar o valor exato você deverá inicialmente definir o valor da empresa no papel e determinar a necessidade de investimento. Exemplo: suponha que sua empresa vale no papel (o que está sendo apresentado no plano de negócios) R$500mil e você necessita de R$100mil de investimento inicial para o negócio. Um ponto de partida para negociação seria oferecer 20% de participação ao capitalista pelo investimento de R$100mil (100mil representa 20% de 500mil). A partir daí vocês começam as negociações. Nem sempre o valor final será o definido nesta conta, mas o que importa aqui é que você tinha uma referência inicial para começar a negociação... É isso aí, até o próximo texto!