quarta-feira, agosto 09, 2006

Empreender na China

Recentemente recebi alguns e-mails de amigos com informações sobre o que está ocorrendo no exterior e que envolve o tema empreendedorismo. Um projeto interessante e que até agora tem tido um bom sucesso é o reality-show “Win in China”, uma competição de planos de negócios na qual o vencedor receberá cerca de R$2,5 milhões para iniciar a empresa e deterá 20% do capital da start-up.

Como se vê, a busca pelo capital inicial continua sendo, na opinião dos candidatos a empreendedores, a principal tarefa para iniciar uma empresa de sucesso. Talvez o vencedor do Win in China torne-se um grande empreendedor, multiplicando o capital inicial investido na empresa, mas para isso precisará competir com mais adversários, não só os do reality-show: os adversários reais do dia-a-dia dos negócios.

Por outro lado, o próprio programa em si é diferente e inovador, pois aproveita a onda dos reality-shows e o grande crescimento econômico chinês, criando uma oportunidade para anunciantes interessados no mercado dos que querem empreender.

Competições de planos de negócios são comuns principalmente nos EUA e geralmente são promovidas por escolas de negócios, tendo como membros do júri capitalistas de risco, professores e empreendedores de sucesso. No Brasil, existem iniciativas em algumas regiões, mas nada que se compare ao que ocorre lá fora. É uma alternativa interessante para estimular as pessoas a desenvolverem suas idéias para que se transformem em oportunidades e ainda com a possibilidade de receber um investimento para iniciar o negócio.

Acredito que um projeto deste tipo poderia ser bem-sucedido na TV brasileira, mas por enquanto não há rumores sobre grandes emissoras locais envolvidas em projetos assim. A dúvida maior seria o modelo do programa chinês: o empreendedor não se torna dono de 100% do negócio, mas sócio da iniciativa com 20% do negócio (que foi baseado em sua idéia). Os brasileiros vêem o negócio próprio como um filho querido e não gostam ou não se sentem à vontade em compartilhar partes da pizza com outras pessoas. Mas é sabido que dividir para multiplicar faz parte das regras do jogo, quando se discute sociedade e criação de negócios de alto potencial de crescimento.

Fica aqui a idéia para que algumas entidades se mobilizem e desenvolvam iniciativas similares em nosso país. Seria um bom exemplo de como copiar algo da China, que tanto é criticada por copiar os outros... É isso aí.

1 Comments:

At 1:07 AM, Anonymous Geovani said...

Muito interessante a idéia - seria um grande passo se criassem algo assim no Brasil, que passasse na TV e tal. Mas vai saber se teria uma boa audiência (apesar de que saber como, sem experimentar?). Porém, realmente, o fato de o ganhador ser dono de apenas uma pequena parte de sua idéia é algo diferente. O exemplo de ver o negócio como um "filho" eu percebo bastante, até eu às vezes me pego pensando assim - mesmo que ainda não tenha feito nada na prática, estando ainda na fase de pesquisa. Dividir para multiplicar: vou adicionar isso às minhas anotações. :-)

e-Mail: geovani.antunes@gmail.com

 

Postar um comentário

<< Home