terça-feira, setembro 05, 2006

Como fazer a diferença

Eu costumo definir os empreendedores como aquelas pessoas que fazem a diferença, que não se contentam com a mesmice e procuram deixar sua marca, criando oportunidades e inovando em seus negócios. Você pode questionar a definição e afirmar que é extremamente subjetiva, pois fazer a diferença para uns não significa o mesmo para outros. Eu concordo e acho que realmente não é simples. Este tem sido um tema sobre o qual tenho me dedicado, em conjunto com alguns pesquisadores, em um estudo abrangente sobre o que pensa e como age o empreendedor de sucesso.

Aí surge mais uma definição complicada. Quem é o empreendedor de sucesso? O Seu Manoel da padaria da esquina, que chegou aqui como imigrante, sem recursos e muito sonho e hoje se estabeleceu, conquistando uma respeitável clientela? Ou seria aquele empreendedor famoso, que construiu várias empresas do nada e hoje é referência em seu setor de atuação? Eu poderia complicar ainda mais incluindo pessoas não necessariamente ligadas ao mundo do negócio próprio, os empreendedores corporativos, e ainda aqueles esportistas que enfrentam grandes desafios e buscam a realização de outra forma.

Na verdade, buscar uma métrica única para definição de sucesso como empreendedor é algo muito complicado. Por outro lado, sem referências e métricas ficaria ainda mais difícil encontrar exemplos de sucesso para serem seguidos. E nós precisamos destes exemplos, pois motivam, inspiram e indicam o caminho para os iniciantes e mesmo os mais experientes.

No estudo que estamos realizando há mais de 3 anos temos encontrado algumas respostas bastante interessantes e que comprovam muito do que consta na teoria empreendedora. Por outro lado, alguns achados têm colocado em evidência mitos comumente relacionados aos empreendedores de sucesso. A conclusão acerca destes resultados deverá ser apresentada no início de 2007 em forma de novo livro, mas posso adiantar aqui alguns itens.

Um dos achados intrigantes e que ratifica a teoria refere-se à dedicação ao negócio. Muitos que pretendem criar um negócio têm entre suas motivações a idéia de que terão mais tempo livre, pois serão donos do “próprio nariz”, com autonomia etc. É bem provável que a autonomia será maior, mas o tempo livre será cada vez mais escasso. Mais de 50% dos participantes de nosso estudo responderam que trabalham muito, inclusive em finais de semana. Em contrapartida, a maioria se diz realizada, satisfeita e apaixonada pelo o que faz.

Nos próximos textos vou tratar de outros resultados interessantes de nossa pesquisa. Fazer a diferença não é simples, mas é necessário. O mercado está cada vez mais competitivo e o empreendedor precisa se preparar cada vez mais para buscar vencer. Iniciativa continua sendo importante, mas é preciso unir conhecimento e preparo com a identificação de boas oportunidades. É isso aí.

6 Comments:

At 7:31 AM, Blogger Marcio Nobrega said...

Realmente � presiso fazer a diferen�a porem para isso tem que suar muito a camisa. E s� se dedica tanto a algo quem realmente tem paix�o pelo que esta fazendo. Eu falo um pouco mais sobre isso no meu artigo "Voc� � um empreendedor?". Blog Eu, Patr�o! (http://eupatrao.blogspot.com)

 
At 1:09 AM, Anonymous Anônimo said...

a primeira atitude que um profissional deve ter é "tesao" pelo que se faz,ter motivacao de levantar pela manha com a certeza que hoje ele sera util para si mesmo e para empresa que representa,e que ele nao é apenas um funcionario mas é a peça fundamental para aquela instituicao que o contratou com certeza porque confia em teu trabalho e competencia.Suar a camisa,raça,determinaçao sao virtudes que sao despertadas por nos mesmos a cada dia,isso depende do que pensamos a nosso respeito,nosso maior produto somos nos mesmos,se nos nao compramos com confianca o nosso potencial e nao acreditamos nele vai ficar dificil convencer aos outros a convencerem e muito mais dificil de se destacar e fazer a diferenca...anjojunio@hotmail.com
junio-belo horizonte

 
At 1:12 AM, Anonymous Anônimo said...

errata:a ultima frase escrita de forma correta é:se nos nao comprarmos o nosso potencial e nao acreditamos nele,vai ficar dificil convencer os outros a acreditarem e muito mais dificil de se destacar e fazer a diferenca..valew

 
At 8:18 AM, Blogger Luís Fernando said...

Vejo como empreendedor todo aquele que tem um OBJETIVO e trabalha por ele. Quando toda transpiração é dedicada ao seu propósito, certo de que um dia o alcançará e quando estiver perto de chegar é certo que sua mente já estará alçando voos maiores.

 
At 1:00 AM, Anonymous Roberto Machado said...

Oi Prof. Dornelas cheguei ao seu blog por um artigo do Luis Fernando. Já está guardado no meu Bloglines. Empreendedor pra mim começa com a IDEOLOGIA ou OBJETIVO assim como disse nosso amigo Luis, e para simplificar soma-se CORAGEM, PERSEVERANÇA e DETERMINAÇÃO. E o empreendedor virtuoso é o que desbrava seu caminho mantendo a ÉTICA e a CONDUTA como seu brasão.

 
At 3:36 PM, Anonymous Margarida J.Biazzi dos Santos said...

obrigado, professor estou fazendo um curso de ipgn e todas orientações do Sr.valeu a pena

 

Postar um comentário

<< Home